Em 2019, aconteceu a primeira edição do Ventos do Saber. Quatro escolas de Caucaia, município da região metropolitana de Fortaleza, foram contempladas e receberam novos ares de conhecimento. Quase um ano depois, as ações do projeto ainda colhem frutos através dos alunos, professores e comunidade.

Alexandre Ferreira da Costa, diretor da EEIEF Luiz Rocha Mota conta que através do projeto houve um grande avanço no interesse pela leitura por parte dos alunos. “Todos os alunos ficaram maravilhados, passaram a dar um valor maior naquilo que é mais importante em uma escola: a aprendizagem. O espaço também passou a ser utilizado de outras formas por conta da lousa digital, das televisões, dos computadores; tudo isso melhorou bastante a nossa função enquanto educadores”.

A professora Alexsandra Ferreira, responsável por coordenar as ações no espaço, relata que alunos agora vão à biblioteca com o intuito de ler, aprender e tirar dúvidas. “Para mim é uma satisfação estar nesse projeto, fazer parte dele. É uma semente que foi plantada e todos os dias temos que regar para dar bons frutos”.

A Escola Indígena Aba Tapeba também recebeu o Ventos do Saber em 2019. Segundo a diretora Rejane Coelho, o projeto veio para engrandecer o desenvolvimento dos alunos e automaticamente renovar os métodos de aprendizagem e descobertas. “Nossos alunos ficaram maravilhados com as formações realizadas”. Elenilda Lima, que representa a liderança indígena da escola, reforça que a biblioteca incrementou os projetos pedagógicos. “Deu condições para que os professores façam uso coletivo da leitura e escrita com nossos alunos”, completa.

Algumas escolas atendidas pelo projeto nem tinham uma biblioteca para chamar de sua. É o caso da EEIEF Saul Gomes de Matos. A diretora Márcia Andrade conta que com o novo espaço, os alunos têm valorizado mais o ambiente escolar. “Os professores têm um apoio maior, com um amplo acervo, uma sala climatizada, e isso tem feito a diferença não só para os alunos, mas também para a comunidade pois os pais também têm acesso à biblioteca”.

Em 2020, a pandemia de COVID-19, causada pelo Coronavírus, fez com que muitas escolas tivessem que pausar suas atividades para prevenir e minimizar a disseminação da doença. Mas nem essa pausa tirou o brilho das bibliotecas. Ana Maria Feijó Saboia, diretora da EEM Alice Moreira de Oliveira, conta que os alunos puderam levar para casa alguns livros emprestados e assim manter a leitura. “Todos os alunos do 6º ao 9º ano fizeram o empréstimo de livros paradidáticos para que, quando as aulas retornassem, os professores pudessem explorar e fazer trabalhos em cima desses livros que foram emprestados”, conta.

Mais quatro escolas de Caucaia irão receber bibliotecas totalmente reprojetadas através do Ventos do Saber em 2020. São elas:

– Escola Luzia Correia Sales;

– Escola Antônio Dias Macedo;

– Escola Domingos Abreu Brasileiro;

– Escola Plácido Monteiro Gondim.

As entregas acontecem nos dias 12 e 13 de agosto. Os espaços estarão prontos para quando as atividades retornarem nas escolas após o período de isolamento social devido à pandemia de COVID-19.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *