O Ventos do Saber não fica parado. No dia 7 de dezembro acontece o lançamento da cartilha de orientação pedagógica “A Biblioteca Escolar Que Queremos“.

Nesta cartilha, os leitores poderão refletir sobre como a Biblioteca Escolar pode ser um espaço de vivências transformadoras e instigantes – através da combinação de um planejamento eficaz de serviços/produtos informacionais que pensam nos usuários e de ações que fomentam o despertar literário.

Para o lançamento, teremos um Webinar com a bibliotecária Laiana Sousa, que participou na produção e consultoria desse projeto.

Ela nos falou como foi o processo de construção da cartilha, confere aqui!

Ventos do Saber: Como foi o processo de construção da cartilha?

Laiana Sousa: Bem, a escrita desse livro foi um presente para mim, que inclusive me honra muitíssimo, porque o caminhar das ações realizadas na consultoria demonstraram a importância de se articular ideias e organizar o processo de trabalho realizado nas bibliotecas. Além disso, publicar, nesse momento histórico no Brasil, compartilhar um conhecimento, que eu diria que é maduro e sistematizado, é uma grande oportunidade para quem tá na lida cotidiana de uma biblioteca escolar.

Dessa forma, esse livro é uma parceria que nos honra muitíssimo entre o projeto Ventos do Saber e seus apoiadores, cujo princípio é de que toda criança pode e deve aprender, através do acesso ao livro, arte cultura, mas principalmente tornando-se protagonista do seu espaço, na escola que é a principal agência de letramento.

VS: De que forma ela vai ajudar educadores a conquistar a biblioteca escolar que queremos?

LS: Bem, existe uma grande ansiedade por fórmulas, na verdade uma ansiedade por acertar. E o que queremos com a cartilha é justamente evitar manuais fechados com listas de atividades, por isso optamos sempre por materiais abertos, que permitem incorporar as vivências e experiências que só o bibliotecário, professor ou profissional da educação, alunos e os processos educacionais poderão complementar. E que os leitores possam escolher, como, quando e em que circunstâncias usar o material disponível. Obviamente, isto não impede do livro está bem estruturado.

O bonito desse livro é essa costura que a gente faz das múltiplas dimensões do fazer profissional numa biblioteca. Seu papel é apoiar o processo educacional a partir de dois importantes processos: no incentivo à apreciação e ao gosto literário e no desenvolvimento de múltiplas habilidades informacionais.

O lançamento e o bate papo com a Laiana acontecem dia 7 de dezembro, às 14h, no YouTube da Invento Produções Culturais.

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *